sábado, 31 de outubro de 2015

Vida, uma contagem regressiva




Por Pr. Levi Costa

A vida é uma contagem regressiva da totalidade de vida do nosso ser, pois todos os vivos começam a morrer exatamente ao nascer, pois: "Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer..." (Ec 3.1,2a). Assim, em cada aniversário comemoramos mais um ano vivido, porém, ironicamente, é também um ano a menos para se viver. Mas cremos que: "Se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor." (Rm 14.8). 

Portanto, o ato de viver é, ao mesmo tempo, um ato de perder a vida, posto que, a cada segundo que vivemos, ao longo da nossa existência, estamos nessa contagem regressiva, a qual é comemorada quando aniversariamos. “Por isso estamos sempre de bom ânimo, sabendo que, enquanto estamos no corpo, vivemos ausentes do Senhor... Mas temos confiança e desejamos antes deixar este corpo, para habitar com o Senhor.” (2 Co 5.6,8)

A morte ou a volta de Jesus para mim tem o mesmo resultado e o mesmo fim, porque eu sei em quem tenho crido! Claro que eu aprecio a vida que Deus me deu, porém, partir e estar com o Senhor, é incomparavelmente melhor! "Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho." (Fp 1.21). “Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor." (Rm 8.19-23,38,39)

O maior desejo do meu coração é encontrar com o Senhor nos ares, ou seja, ser arrebatado mediante a volta de Jesus como descrito nas Escrituras. Eu gostaria muito que fosse hoje esse dia, quem sabe?! Se o mundo, ou outra coisa qualquer, for mais importante para mim do que morar no céu, eu estou simplesmente perdendo tempo indo à igreja e a minha fé não passa de uma simples prática religiosa. 

Como você tem encarando a realidade da eternidade? Ou você não se preocupa com isso? Talvez você nem creia nisso. Contudo, fica aqui um alerta: Aquele que não se preocupa com a eternidade, está, ele mesmo, lavrando sua própria penalidade. O processo natural é: Vida, morte e eternidade.

"Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs na mente do homem a ideia da eternidade, se bem que este não possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até o fim." - (Ec 3.11).

Não esqueça de uma coisa: só acaba quando termina. Não comemore antes da hora nem entregue os pontos também, espere o "apito final", pois o cronômetro ainda está acionado e muita coisa ainda pode acontecer, é apenas uma questão de tempo no tempo do qual ainda estamos fazendo parte. Cientes disso, devemos viver essa curta vida na terra de maneira sábia, prudente e decente, certos de que ela finda aqui, mas continuará por toda eternidade em outra dimensão pós túmulo, eu creio assim, e você?